Sindical

09/02/2015 09:57
Svenja Spunck, Gruppe Arbeitermacht Infomail 797, 2 de fevereiro de 2015 Thu, 2015/05/02 - 13:01   Na manhã do dia 29 de janeiro, na Turquia 15 mil trabalhadores da indústria metalúrgica abaixaram as ferramentas. O DISK confederação sindical de esquerda (Devrimci ISCI Sendikalari Konfederasyonu - Confederação de Sindicatos de Trabalhadores Revolucionários) tinha convocado uma greve nacional em 40 fábricas. Estas incluem muitas empresas...
28/01/2015 16:05
GREVE GERAL! Governo DILMA(PT) recebe as centrais sindicais, mas se recusa a revogar as Medidas Provisórias da nova “Reforma da Previdência”. A CUT deve convocar a GREVE GERAL! As centrais sindicais foram recebidas pelo governo e reafirmaram que são contra a “Reforma da Previdência” do governo Dilma, tanto pela forma com que foi feita, quanto pelo seu conteúdo. São contrárias à forma, porque o governo, em momento algum, chamou as centrais...
19/01/2015 21:45
As Centrais Sindicais declaram publicamente que são contrárias à nova “Reforma da Previdência” editada pelo governo Dilma. Além de não concordarem com a forma autoritária com que foi feita, também não concordam com o conteúdo da mesma, que ataca os direitos da classe trabalhadora. Por isso, no dia 13 de janeiro deste ano (2015), as centrais sindicais – CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central e CSB – reunidas na sede nacional da CUT, em São Paulo,...
16/01/2015 14:42
Desde 2012, o governo brasileiro concedeu “incentivos tributários” para o setor, por meio de desconto no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Em troca, as fabricantes deveriam manter o nível de emprego. Porém, a empresa afirmava que havia um excedente de 2 mil trabalhadores na fábrica e que a estabilidade dependia da redução da jornada de trabalho com a redução dos salários. Essa era a proposta inicial da empresa, que foi recusada pela...
09/01/2015 22:39
No dia 06 de janeiro de 2015, mais de 800 trabalhadores da Volks de São Bernardo do Campo foram demitidos ao retornarem das férias coletivas de 30 dias. Segundo a Volks, essa demissão em massa “...representa a primeira etapa de adequação de efetivo e otimização de custos para estabelecer condições para um futuro sólido e sustentável para a Unidade Anchieta, tendo como base o cenário de mercado e os desafios de competitividade”. No final de 2014, a...
21/12/2014 19:07
As centrais sindicais vêem a alguns meses negociando com o Governo Federal o Programa de Proteção ao Emprego (PPE). Segundo os próprios dirigentes sindicais, a proposta é inspirada na experiência alemã e prevê a redução em até 30%, da jornada de trabalho com redução proporcional dos salários e a criação de um fundo financiado com recursos da classe trabalhadora (FGTS ou FAT) para complementar parcialmente o salário dos trabalhadores...
15/12/2014 12:34
Martin Suchanek, Neue Internationale 194, Berlim, novembro 2014 Thu, 13/11/2014 - 17:47   As greves dos sindicatos dos Maquinistas, GDL, e do sindicato de pilotos de avião, Cockpit, têm estimulado o secretário do Trabalho do governo de coalizão SPD, Andrea Nahles, para novos níveis reacionários. Depois de anos de reivindicações, tanto das associações empresariais, quanto de partes importantes da burocracia sindical, uma nova lei sobre a "unidade...
11/12/2014 18:41
Em Juiz de Fora, na assembleia do Sindicato dos Professores, nosso militante apresentou uma moção de repúdio à direção nacional da CUT que juntamente com as centrais CTB, Força Sindical, UGT e Nova Central, apresentaram ao governo uma proposta que permite a redução da jornada de trabalho com a redução dos salários até 30%. A categoria do Magistério Municipal ficou surpresa com a situação apresentada e aplaudiu a iniciativa da moção. A coordenadora do...
02/12/2014 19:58
No dia 13 de novembro os movimentos sociais fizeram uma grande manifestação em São Paulo, que segundo seus coordenadores, contou com a presença de aproximadamente 20 mil pessoas. Essa mobilização foi uma resposta às mobilizações da direita que pediam a intervenção militar e, também, para cobrar mudanças na política, exigindo uma assembleia constituinte exclusiva para fazer a Reforma Política. Essa mobilização foi muito importante como resposta àqueles que...
<< 3 | 4 | 5 | 6 | 7 >>

Movimento Sindical

 

A Liga Socialista tem como principal tarefa ajudar a classe trabalhadora a lutar por uma sociedade livre da exploração capitalista, uma sociedade socialista. Para isso é necessário que nosso movimento seja implantado nas mais diversas categorias e se fortaleça como uma corrente revolucionária no movimento sindical. Assim, estaremos contribuindo com um sindicalismo classista, forte e que organize a classe trabalhadora para obter novas conquistas e a lutar pela sociedade socialista.

Na atual conjuntura, em que a crise mundial do capitalismo traz ataques contundentes a classe trabalhadora, nos deparamos com movimentos divisionistas causados pelo sectarismo, pela burocracia sindical e pelo oportunismo, que levam a formação de diversas centrais sindicais, dirigidas pelo reformismo ou pelo centrismo e que contribuem para a destruição de um verdadeiro patrimônio e trincheira de luta da classe trabalhadora brasileira - a CUT. Dessa forma, as centrais se mostram incapazes de apresentar a direção da luta pelo socialismo para a classe trabalhadora.

Nesse momento, temos que ajudar a organizar a classe trabalhadora e ao mesmo tempo abrir um amplo debate democrático e socialista com os trabalhadores das mais diversas categorias, que deixe claro a necessidade de um esforço maior para garantir a unidade entre todas as forças da classe trabalhadora que estão dispostas a lutar contra os ataques de governos e patrões e por uma sociedade socialista.

Convidamos todos os companheiros e companheiras a constituírem uma corrente classista, revolucionária, independente e de luta, com o objetivo de mudar a orientação do movimento sindical brasileiro, para um movimento que lute não apenas por reajustes salariais, mas por uma sociedade justa e igualitária, uma sociedade socialista.

Só assim, conseguiremos garantir as conquistas da classe trabalhadora e avançarmos rumo a revolução e ao socialismo.

 

  • Por uma corrente classista, revolucionária, independente e de luta.
  • Por uma sociedade socialista.
  • Viva a luta da classe operária!
  • Viva a revolução!

Contato

Liga Socialista Entre em contato conosco através do nosso e-mail. liga.socialista@yahoo.com